Um blog cheio de ideias. Algumas soltas... outras nem tanto! Foi a forma de uma copy perdida se encontrar, finalmente, com as suas palavras... E consigo mesma.

Monday, March 24, 2008

Lembras-te?


Lembras-te do dia em que me contaste por telefone o que tinha acontecido?
Lembras-te do que chorei quando a vi pela primeira vez?
Lembras-te de como te amparei e tratei e mimei, sem nunca te recriminar?
Lembras-te da lista que fiz com todos os nomes que pudessem reflectir a força da princesinha?
Lembras-te de como a casa estava linda e limpa e com todas as condições para receber a tua filha?
Lembras-te dos primeiros dias e das primeiras noites, em que estive sempre do vosso lado?
Lembras-te como deixei de viver a minha vida para viver a vossa, sem nunca me queixar?
Lembras-te dos primeiros banhos?
Lembras-te de como te protegi sempre de tudo e de todos?
Lembras-te dos abraços cúmplices, dos choros e das confidências?
Lembras-te da cor dos olhos dela e de como desejámos que ficassem azuis?
Lembras-te dos primeiros sustos? E dos primeiros soluços?
Lembras-te de todos os risos que trocámos, de todos os olhares, de todas as conversas?
Lembras-te do primeiro sorriso dela?
Lembras-te do que eu te disse sentir por ela?
Será que te lembras do que eu sempre senti por ti?

Não... Acho que a tal hormona que se liberta depois do parto, a tal que dizem fazer esquecer todas as dores... acho que essa puta te fez esquecer também todos os amores... e tudo o que esta irmã foi capaz de fazer por ti.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home