Um blog cheio de ideias. Algumas soltas... outras nem tanto! Foi a forma de uma copy perdida se encontrar, finalmente, com as suas palavras... E consigo mesma.

Thursday, January 13, 2011

Tremores...

Sinto-me crescer e às vezes assusto-me! Eu sou eu sempre, mas os dias e os anos passam e deixam as suas marcas.
Não quero deixar de sorrir. Mas às vezes o cansaço vence e o sorriso desvanece-se...
Todos os dias acordo e rezo para ter um dia bom. Às vezes sinto que algo vai acontecer e tremo "Espero que seja bom!".
No final o dia corre e os anos passam e a vida vai deixando em mim as suas marcas. Sinto-me envelhecer. E não quero!
Tenho tanto para fazer, tanto para crescer, tanto para dar e para receber. Quero muito viver e ser feliz!
As pessoas que vou perdendo lembram-me da nossa mortalidade... e tremo! Um dia também eu vou envelhecer. Será que me vou reconhecer? Ou será que vou partir antes de isso acontecer?
A vida é mesmo muito estranha. Tem sempre o mesmo final. Cabe-nos a nós escrever o meio desta história.
Gostava que a minha fosse longa, mas há vezes que penso que não vai ser... E tremo!

3 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Esse é o momento que assusta toda a gente. Ou porque teme sentir que o momento chegue lentamente ou porque seja rápido demais e fique alguma coisa por fazer ou dizer... Uma vez que nada podemos fazer para o evitar devemos todos os dias, quando o dia termina, ter a certeza que fizemos tudo o que planeamos, dissemos tudo o que tinhamos para dizer e sentir que fomos importantes para alguém... todos os dias. Assim, podes ter a certeza que o meio ficará bem escrito.
Um beijo. Paula

11:11 AM

 
Blogger Verânia Aguiar said...

ola

sempre podes acreditar na vida eterna que virá :)

3:03 PM

 
Blogger André Muerto said...

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."
( Clarice Lispector )

10:00 AM

 

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home